Arquivo de julho, 2013

O Deserto de Sal de Bonneville, no oeste dos Estados Unidos, é o paraíso da alta velocidade. Uma vez por ano, ele vira uma gigantesca pista de corrida – e muitos recordes são quebrados.
Para os já iniciados, o Deserto de Sal de Bonneville, no Estado de Utah, remete a muitas imagens. Veículos futuristas disparados em velocidades insanas, quebras de recordes inimagináveis e super-homens que desafiam a resistência do ar e as leis da física com suas máquinas.

Em Bonneville, tudo é deserto. E mais deserto. Deserto que não acaba mais. Na realidade, é um local que se transforma ao longo do ano. No inverno, a vasta planície cercada de montanhas marrons é um lago formado por uma fina camada d’água. No verão, com a ajuda do forte vento, toda a água evapora e o sal domina a paisagem, de uma brancura quase infinita. É justamente quando isso acontece que surge por lá uma legião de entusiastas, loucos por velocidade. É assim desde o início do século passado.

Este é um modelo de um veiculo para bater recorde de velocidade em pistas longa e retas. Foram usadas peças de vários kits de aviação e militaria e também muitas peças feitas a mão.

 

Anúncios

Puma Sd. Kfz. 234/2

Publicado: 07/07/2013 em Militaria
Tags:, , , ,

Fabricante: Bussing-NAG.
Tripulação: 4
Armamento Principal: – Canhão1 x 50mm KwK Mod.39 L/60. 1 mg-42, 7.92mm.
Blindagem: 8 milímetros lados, 30 mm na frente
Comprimento: 6.8 – Incluindo canhão: 7.4M.
Largura: 2.33M.
Altura: 2.38M.
Peso vazio: 10200Kg. – Peso preparado para combate: 11740Kg.
Sistema de tração: Oito rodas motrizes.
Motor: Tatra-103 Potência: 210 CV.
Velocidade máxima: : 85 Km/h – Velocidade em terreno irregular: 30 Km/h.
Autonomia máxima: 1000 km em estrada, 600 km off road.
O SdKfz 234 «Puma» foi o resultado do pedido por parte do exército alemão para um veículo 8×8 de grande mobilidade adequado para operação em climas tropicais.

Entre as exigências apresentadas pela Wermacht para o novo veículo estava a obrigação de utilizar o mesmo sistema de transmissão 8×8 do SdKfz 231, um motor a Diesel refrigerado a ar e maior capacidade para atravessar cursos de água.

O Puma foi provavelmente o mais eficiente e tecnicamente mais avançado de todos os veículos deste tipo que entraram ao serviço durante a II Guerra Mundial em qualquer país.

O primeiro modelo foi o SdKfz-234/1, que foi armado com um canhão de 20mm devido a falta de canhões 50 mm. O segundo e mais importante modelo do Puma foi o SdKfz-234/2, equipado com canhão de 50 mm, o que dava ao ele uma capacidade muito considerável mesmo contra veículos blindados mais poderosos.

Duas versões adicionais do Puma foram igualmente produzidas:

O SdKfz-234/3, equipado com um canhão de 75mm de baixa pressão e o SdKfz-234/4, equipado com um canhão de 75mm capaz de engajar carros de combate.

Estes dois últimos Puma, foram também sinal da absoluta necessidade de plataformas com armas suficientemente poderosas para permitir atacar a avalanche de tanques russos e americanos com que a Alemanha se defrontou na fase final da guerra. Embora extremamente rápido e manobrável, o Puma, por causa da sua complexidade era caro de construir.

Mas as suas reconhecidas qualidades justificaram a sua continuação nas linhas de produção mesmo até o fim da guerra.

Após o desgaste:

 

Kit Italeri com injeção antiga mas de qualidade relativamente boa.

O interior do kit é pouco detalhado e pode ser trabalhado por modelistas experientes para se tornar apresentável.